As providências econômicas e os Secretários de Estado:

considerações sobre a atuação dos ministros da monarquia portuguesa – século XVIII

  • Mario Francisco Simões Junior Universidade de São Paulo

Resumo

O presente artigo pretende traçar algumas considerações a respeito das diferentes formas de reflexão e intervenção econômica dos ministros portugueses ao longo do século XVIII, com especial ênfase sobre a atuação dos Secretários de Estado. Embora a análise das conjunturas econômicas tenha se provado essencial para a compreensão dos conflitos e transformações nas políticas econômicas portuguesas, pesquisas recentes, por outro lado, têm ensejado novas (e mais amplas) interpretações acerca das decisões e condutas dos ministros portugueses. A partir de uma miríade de exemplos, pretendemos então indagar quais eram as devidas margens de atuação dos agentes coevos e como estes procuraram explorá-las, no limiar das mais diferentes limitações econômicas – estruturais e conjunturais.

Publicado
2018-06-30
Como Citar
SIMÕES JUNIOR, Mario Francisco. As providências econômicas e os Secretários de Estado:. Faces da Historia, [S.l.], v. 5, n. 1, p. 103-126, jun. 2018. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/911>. Acesso em: 18 jul. 2018.