Que voz na voz não ouvida?

Uma escuta psicanalítica a catadores de recicláveis

  • João Elias Cury Júnior
  • Silvio José Benelli

Resumo

Apresentamos o relato de uma experiência na modalidade de grupo psicoterapêutico com  catadores de material reciclável, com base nos fundamentos da psicanálise do campo de Freud e Lacan. Por meio de enunciados construídos segundo o princípio da associação livre, foi possível observar, ao longo do processo, mudanças/deslocamentos nos sujeitos, que ressoavam para além do locutor, atingindo partes do coletivo. O objetivo é mostrar que o favorecimento de construções narrativas pode levar o sujeito a reposicionar-se diante do seu sofrimento e o entorno. Aspecto relevante também para pensar os modos de aproximação utilizados pelas equipes de Saúde Mental e da Assistência Social em relação às populações oprimidas.

Publicado
2018-03-26
Como Citar
CURY JÚNIOR, João Elias; BENELLI, Silvio José. Que voz na voz não ouvida?. Revista de Psicologia da Unesp, [S.l.], v. 16, n. 2, p. 26-37, mar. 2018. ISSN 1984-9044. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/psicologia/article/view/1040>. Acesso em: 26 abr. 2018.
Seção
Artigos