Psicanálise, transdisciplinaridade e Atenção Psicossocial

a necessária formação de trabalhadores de Saúde Mental de um novo tipo

  • Waldir Périco Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Saúde Mental, Psicanálise, Disciplinas, Práxis, Materialismo Histórico

Resumo

Por meio da análise estrutural da Saúde Mental Coletiva proposta por Costa-Rosa, concebemos que a transposição do Paradigma Psiquiátrico Hospitalocêntrico Medicalizador em direção ao Paradigma da Atenção Psicossocial exige a superação dialética das disciplinas profissionais presentes nesse campo, abrindo caminho para a formação de trabalhadores de um novo tipo. Para tal, tentamos avançar a hipótese de que isso pressupõe a radicalização das contribuições da Psicanálise e do Materialismo Histórico, referências essencialmente transdisciplinares. Diferentemente dos trabalhadores-disciplinares do Paradigma dominante, esses novos trabalhadores deverão interceder junto a impasses psíquicos e institucionais a fim de operar a implicação subjetiva e sociocultural crítica dos sujeitos que a eles demandam ajuda. Concluímos que enquanto os primeiros comungam da ideologia do Modo Capitalista de Produção, reiterando a objetificação alienante dos sujeitos, os trabalhadores-intercessores têm como horizonte a sustentação de uma práxis capaz de pôr os sujeitos no lugar do trabalho da produção da própria cura.    

Publicado
2020-01-08
Seção
Artigos