O leitor da europa dançando no escuro: acerca da experiência da atividade como política

  • Jésio Zamboni

Resumo

A partir de fragmentos de vidas construídas pelo cinema em Europa,
O Leitor e Dançando no escuro, desenvolve-se um ensaio crítico acerca da
dimensão política da experiência na atividade. Torna-se foco de debate a
produção da experiência em meio a calamidades humanas. As relações entre
política e arte, história e afetividade, são discutidas por situações de vida e
trabalho, nas quais a atividade pode aparecer como experiência política. As
proposições sobre psicopatia e dessimbolização, utilizadas para explicar
individualmente situações nefastas da experiência humana, são contestadas
retomando o pensamento de Hannah Arendt, confrontado com as produções
filosóficas de Gilles Deleuze e Michel Foucault.

Publicado
2017-09-25
Como Citar
ZAMBONI, Jésio. O leitor da europa dançando no escuro: acerca da experiência da atividade como política. Revista de Psicologia da Unesp, [S.l.], v. 12, n. 2, p. 82 - 91, set. 2017. ISSN 1984-9044. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/psicologia/article/view/620>. Acesso em: 24 abr. 2019.
Seção
Artigos