Alienação e criatividade na constituição da subjetividade: contrapontos entre Lacan e Winnicott

Carolina Sakiyama, Érico Bruno Viana Campos

Resumo


O artigo parte da discussão sobre a constituição da subjetividade em
uma perspectiva psicanalítica e, mais especificamente, o quanto uma pessoa
repete o desejo do outro e o quanto ele, autenticamente, pode criá-lo na
definição de sua identidade. O objetivo desta pesquisa é discutir a dicotomia
entre alienação e criatividade na constituição da subjetividade. Para tanto, se
respaldará na teoria do narcisismo e se utilizará principalmente dos conceitos
de alienação e desejo, da teoria lacaniana, e de criatividade e espaço potencial,
da teoria winnicottiana. Compreendendo que as contribuições de ambos os
autores são originais e importantes para esta reflexão, busca-se utilizá-las para
ajudar a entender os dilemas fundamentais que se colocam na definição da
identidade dos seres humanos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 


Revista de Psicologia da UNESP. ISSN:1984-9044
Periódico do Programa de Pós-Graduação e do Curso de Psicologia da FCL de Assis.
Universidade Estadual Paulista