O dispositivo intercessor na Assistência Social: um modo de transformação da realidade

William Azevedo de Souza

Resumo


O Dispositivo Intercessor pode ser considerado como um modo de
produção de subjetividade singularizada e de saber em dois momentos: o
primeiro, na práxis de trabalho com os sujeitos considerados em situação de
vulnerabilidade e/ou risco social que demandam atendimento em
estabelecimentos do Sistema Único da Assistência Social (SUAS). No segundo
momento, a posteriori, na produção de conhecimento de estatuto
epistemológico, diferente do produzido na Universidade, pois é um saber
voltado para a práxis e para implicar trabalhadores que desejam se tornar
intercessores. Esse dispositivo pode ser considerado como um modo pesquisa
eminentemente qualitativa, e pretende romper com a divisão social do trabalho,
entre pensar e fazer, considerando a Universidade como lócus essencial dessa
contradição.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

 

 


Revista de Psicologia da UNESP. ISSN:1984-9044
Periódico do Programa de Pós-Graduação e do Curso de Psicologia da FCL de Assis.
Universidade Estadual Paulista