[1]
G. C. Nunes, “A Modernidade e a invenção do imperialismo em movimento”, Faces, vol. 5, nº 1, p. 334-348, jun. 2018.