A PRÁTICA DO ROMANCE-CARTA POR ANTÔNIO DA FONSECA SOARES (1631-1682)

  • Luís Fernando Campos D'Arcadia Não afiliado.
Palavras-chave: Antônio da Fonseca Soares, Seiscentismo, Romance, Retórica, Carta

Resumo

Antônio da Fonseca Soares (1631-1682), soldado-poeta português, foi célebre por sua poesia amorosa, principalmente composta na forma poemática dos romances de quadras em redondilhos menores. Além da temática amorosa, sua obra compreende poemas de circunstância, dentre os quais estão romances que utilizam uma estrutura de carta. Tais “romances-carta” fazem uso de uma série de princípios, advindos de tradições retóricas e poéticas, que regulam seu decoro, desde retores romanos a manuais de composição medievais. Como autor seiscentista, ao pratica o romance-carta para lírica amorosa ou para relatos de viagem, Fonseca e contemporâneos como Jerônimo Baía fazem uso desses elementos ao mesmo tempo procuram demonstrar engenho e arte.

Publicado
2022-01-24
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES