A Divina commedia e os seus leitores-espectadores-internautas

  • Gizelle Kaminski Corso
Palavras-chave: Divina Commedia, leitores-espectadores-internautas, Dante's Inferno

Resumo

Em tempos de refletir sobre literatura contemporânea, sinto necessidade de pensar justamente o oposto: se um texto clássico — a Divina Commedia, de Dante Alighieri (1265-1321) —, ainda é lido, comentado, compreendido, interpretado, “vivenciado” de alguma forma, na contemporaneidade. Assim, tendo por base a noção de “leitores, espectadores e internautas”, de Néstor García Canclini, e concepções de leitura de Ricardo Piglia, Roger Chartier, Pierre Bayard, apresento, neste texto, reflexões a respeito dos (possíveis) leitores — muitos dos quais espectadores e internautas —, para os versos do poeta italiano no Brasil atualmente, tendo em vista o recente lançamento do jogo para videogame, que resultou na animação homônima, Dante’s Inferno (2010).

Publicado
2017-09-14
Edição
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES