EM AGOSTO DO 36, DO ESCRITOR GALEGO XOSÉ FERNÁNDES FERREIRO, UM RELATO DE MEDO, SADISMO, VIOLÊNCIA

  • Delia Cambeiro
Palavras-chave: Literatura galega, Memória da Guerra Civil Espanhola, “Paseo” e execução

Resumo

Nos séculos XIX e XX, a língua, a literatura e a cultura galegas - após um declínio em tempos escuros - retomaram a antiga importância da Idade Média. Para que tal renascimento - ou “rexurdimento” - acontecesse, muitos foram os obreiros dessa construção que se estende, em verdade, pelo século XXI. Dentre eles, destacamos Xosé Fernándes Ferreiro um escritor, que, com Agosto do 36 - um romance sobre a Guerra Civil Espanhola - enriqueceu o revigoramento da literatura, da língua e da cultura galegas.

Publicado
2018-06-12
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES