DE DÁDIVAS E LEGADOS

REFLEXÕES SOBRE O COLONIALISMO À PORTUGUESA EM MANOEL DE OLIVEIRA

  • Aparecida de Fátima Bueno
  • Márcio Aurélio Recchia

Resumo

Passados mais de quarenta anos da Revolução dos Cravos e do fim do longo projeto imperialista português, ainda é emergente uma revisitação crítica do passado do país, sobretudo em relação ao salazarismo e às imagens propagadas pelo regime a respeito da “missão civilizadora” de Portugal, que abrandaria e justificaria a manutenção do anacrônico sistema colonial até o último quartel do século XX. Neste artigo, pretendemos discutir alguns aspectos das especificidades do colonialismo português a partir de dois filmes de Manoel de Oliveira, a saber: Non, ou a vã glória de mandar (1990) e Um filme falado (2003).

Publicado
2018-06-12
Como Citar
BUENO, Aparecida de Fátima; RECCHIA, Márcio Aurélio. DE DÁDIVAS E LEGADOS. Miscelânea: Revista de Literatura e Vida Social, [S.l.], v. 22, p. 147-166, jun. 2018. ISSN 1984-2899. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/1092>. Acesso em: 16 out. 2018.
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES