LABIRINTO DE TEXTOS

A REESCRITURA DO GÊNERO POLICIAL PELO VIÉS DA INTERTEXTUALIDADE

  • Marta Maria Rodriguez Nebias

Resumo

Verificamos na ficção policial brasileira contemporânea a presença constante de referências intertextuais. Tais referências procuram limitar-se ao próprio gênero, em um diálogo com a sua tradição. Desse modo, partindo de uma breve análise do conto “Romance negro”, de Rubem Fonseca, e dos romances Na multidão, de Luiz Alfredo Garcia-Roza e O livro roubado, de Flávio Carneiro, procuraremos demonstrar que essas obras, através de um jogo intertextual, incorporam e reescrevem a história da ficção policial.

Publicado
2017-08-08
Como Citar
RODRIGUEZ NEBIAS, Marta Maria. LABIRINTO DE TEXTOS. Miscelânea, [S.l.], v. 16, p. 85-103, ago. 2017. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/123>. Acesso em: 22 set. 2017.
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES