A NORMATIZAÇÃO DO FEMININO EM ORGULHO E PRECONCEITO

  • Daniel Puglia
  • Nara Luiza do Amaral Dias
Palavras-chave: Jane Austen, Orgulho e Preconceito, Estudos de gênero

Resumo

Jane Austen escreveu em um contexto de mudanças econômicas e sociais que tiveram um impacto visível sobre a vida da mulher no mundo ocidental: o período de ascensão da burguesia. Esse fenômeno teve como uma de suas consequências a consolidação da divisão social de tarefas entre gêneros e a identificação da mulher com a vida privada. Disso resultou uma educação da mulher com foco cada vez mais centrado no desenvolvimento de habilidades voltadas ao lar e ao entretenimento masculino: cantar, pintar, bordar, etc. Assim, este artigo visa mostrar como a protagonista de Orgulho e preconceito, Elizabeth Bennet, desafia a norma de comportamento imposta ao seu gênero. Por meio do desenvolvimento da personagem no âmbito da inteligência, Austen parece se aproximar de uma das primeiras reivindicações femininas organizadas: a

Publicado
2019-10-02
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES