PERFIL HÍBRIDO DE JOAQUIM NABUCO

AUTOR COSMOPOLITA E NATIVISTA NO OITOCENTOS BRASILEIRO

  • Éverton Barbosa Correia

Resumo

Intenta-se demonstrar ao longo do artigo certo perfil de Joaquim Nabuco como autor literário no Oitocentos brasileiro, a um só tempo nativista e cosmopolita, histórico e social, com a ilustração de suas insurgências pelos gêneros híbridos – carta, discurso político, memória e biografia. Se a temática de seus escritos aponta para problemas vividos na sua época, a forma de sua prosa, notadamente o seu fraseado, indica uma persona literária que se produz na escritura dos libelos que pretendiam interferir na ordem dos acontecimentos. Tal intenção revela uma característica da época que só estaria acessível a quem se dispusesse a perceber o valor de representação literária através da inscrição social do autor, que podia circular pelas mais variadas ambiências.

Publicado
2017-08-02
Como Citar
BARBOSA CORREIA, Éverton. PERFIL HÍBRIDO DE JOAQUIM NABUCO. Miscelânea: Revista de Literatura e Vida Social, [S.l.], v. 21, p. 211-226, ago. 2017. ISSN 1984-2899. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/22>. Acesso em: 18 dez. 2017.
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES