Califado Virtual

a Hisbah como ferramenta de construção de um Estado Islâmico em Dabiq (2014-2016)

Autores

  • Gilvan Figueiredo Gomes UDESC

Palavras-chave:

História do Tempo Presente, Califado Virtual, Dabiq, Estado Islâmico

Resumo

O presente artigo investiga a consolidação do Estado Islâmico na revista Dabiq publicada pelo grupo entre 2014 e 2016. Partimos da expressão Califado Virtual para analisar, em três movimentos, como a política moralizante do grupo, a Hisbah, produziu a noção de um estado organizado e funcional. O primeiro movimento estabelece o Califado como objeto de conflitos políticos e disputas teológicas. Segundo, o virtual pode ser entendido como faculdade produzida por elementos reais, como os softwares de computador. E, em terceiro, o virtual também remete ao vir a ser, cuja consolidação é tão plausível que é possível considerar sua existência em determinados contextos. Com isso, propomos que, a partir das ações moralizantes narradas em Dabiq, o Estado Islâmico virtualizou-se como Califado, delimitando seus territórios e fortalecendo seu processo de arregimentação.

Downloads

Publicado

2019-12-16

Como Citar

GOMES, Gilvan Figueiredo. Califado Virtual: a Hisbah como ferramenta de construção de um Estado Islâmico em Dabiq (2014-2016). Faces da História, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 218–237, 2019. Disponível em: https://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/1433. Acesso em: 18 maio. 2024.