Os Panditos e os jesuítas

indícios da medicina ayurvédica nos colégios da Companhia de Jesus no Estado da Índia (séculos XVI - XVIII)

Autores

  • Lais Viena de Souza Instituto Federal da Bahia

Palavras-chave:

Ayurveda, Companhia de Jesus, Índia (séculos XVI-XVIII)

Resumo

No ano de 1542, quando os primeiros missionários jesuítas desembarcaram em Goa, a chamada medicina Ayurveda remontava a mais de um milênio em sua forma escrita. Entre os séculos XVI e XVIII, a Companhia de Jesus erigiu uma complexa rede missionária que envolvia as atividades educativas e catequéticas no Oriente. Os renomados colégios abrigavam não somente os jovens educandos, padres e irmãos, mas também servia como importantes centros produtores e difusores de saberes religiosos, botânicos, farmacêuticos, médicos. Este artigo visa evidenciar a presença dos médicos indianos vaidyas, denominados pelos portugueses de panditos, assim como dos saberes e práticas de cura da medicina Ayurveda que confrontaram-se e dialogaram com os inacianos. Indícios da medicina hibridizada registrada nos escritos jesuítas, e que circulou através das redes do Império Português no período moderno.

Downloads

Publicado

2019-12-16

Como Citar

SOUZA, Lais Viena de. Os Panditos e os jesuítas: indícios da medicina ayurvédica nos colégios da Companhia de Jesus no Estado da Índia (séculos XVI - XVIII). Faces da História, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 78–99, 2019. Disponível em: https://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/1439. Acesso em: 3 mar. 2024.