De rainha amada à mulher estrangeira

D. Leonor de Aragão, a regente maculada por meio do rumor

Autores

  • Douglas Mota Xavier de Lima Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)
  • Gustavo Magave Dias Universidade Federal do Oeste do Pará

Palavras-chave:

Portugal medieval, Rumor, Política de informação

Resumo

O desenvolvimento das monarquias em finais da Idade Média envolveu inúmeros fatores, entre eles, o uso da informação, que tem sido objeto de crescentes investigações por parte da historiografia. O reino de Portugal expressa tal importância da informação e dos rumores e o presente artigo discute o caso da regência iniciada após a morte do rei D. Duarte (1438) e a menoridade do príncipe herdeiro. Considerando esse caso, o estudo concentra-se na Chronica de El-Rei D. Affonso V, de Rui de Pina, e analisa a presença dos rumores no contexto das disputas em torno da regência portuguesa, problematizando como tais informações contribuíram para macular a imagem da rainha D. Leonor.

Downloads

Publicado

2019-12-16

Como Citar

MOTA XAVIER DE LIMA, Douglas; MAGAVE DIAS, Gustavo. De rainha amada à mulher estrangeira: D. Leonor de Aragão, a regente maculada por meio do rumor. Faces da História, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 386–403, 2019. Disponível em: https://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/1480. Acesso em: 20 fev. 2024.