Gabriel Chaves de Melo:

Entre o jornalismo e a política (1950-60)

Autores

  • Caio César Cuozzo Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

História Política – Maquis – Ação Democrática – Gabriel Chaves de Melo

Resumo

Gabriel Chaves de Melo nasceu em Minas Gerais. Ele radicou-se no Rio de Janeiro nos anos 1940 e fez carreira na imprensa. Entre as décadas de 1950-60, ele atingiu cargos de direção nas revistas Maquis e Ação Democrática, ambas circularam no Brasil entre os períodos de governo de Juscelino Kubitschek (1956-61), de Jânio Quadros (1961) e de João Goulart (1961-64). Nesse último, Maquis e Ação Democrática compartilhavam à oposição ao governo. Melo ingressou na política através de sua candidatura para deputado estadual pelo Partido Democrata Cristão em 1962. A proposta deste artigo é a de desenvolver uma imagem sobre a trajetória de Melo. A expectativa é a de que essa imagem ilumine algumas das suas características, das suas relações e das suas atividades. No fim, sustenta-se que a análise empreendida elencou aspectos que auxiliam na compreensão do personagem e do seu envolvimento nas lutas políticas do período.

Referências

BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. O governo Kubitschek. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1976.

BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. O governo Kubitschek: a esperança como fator de desenvolvimento. In: GOMES, Ângela de Castro et al. O Brasil de JK. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002. p. 21-39.

BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. In: FERREIRA, Marieta de Morais; AMADO, Janaina. Usos e abusos da História Oral. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1998. p. 183-191.

CARLONI, Karla Guilherme. Marechal Henrique Teixeira Lott: a opção das esquerdas. 2010. 251 f. Tese (Doutorado em História Social) – Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense, 2010.

DULLES, John. Carlos Lacerda: a vida de um lutador. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, v. 1, 1992.

DULLES, John. Carlos Lacerda: a vida de um lutador. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, v. 2, 2000.

DREIFUSS, René. 1964: A conquista do Estado. Petrópolis: Vozes, 1981.

FERRARI, Marcela. Prosopografia y história política. Algunas aproximaciones. Antíteses, v. 3, n. 5, p. 529-550, jan./jun. 2010.

FERREIRA, Jorge. Crises da República: 1955, 1955 e 1961. In: FERREIRA, Jorge. DELGADO, Lucília. O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, v. 3, 2003. p. 301-342.

FERREIRA, Jorge. O governo Goulart e o golpe civil-militar de 1964. In: FERREIRA, Jorge. DELGADO, Lucília. O Brasil republicano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, v. 3, 2003. P. 343-405.

HIPPOLITO, Lúcia. De raposas e reformistas: o PSD e a experiência democrática brasileira (1945-1964). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

MENDES, Ricardo Antônio de Souza. Visões das direitas no Brasil (1961-1965). Rio de Janeiro: FAPERJ, 2020.

MONIZ BANDEIRA, Luís Alberto. O governo João Goulart. As lutas sociais no Brasil (1961-1964). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1977.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no Brasil (1917-1964). 2000. 368 f. Tese (Doutorado em História Econômica) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais, Universidade de São Paulo, 2000.

KRAUSE, Kátia Iracema. O Brasil de Amaral Netto, O repórter – 1968-1985. 2016. 411 f. Tese (Doutorado em História Social). Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2016.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. Clientelismo, corrupção e publicidade. Como sobreviviam as empresas jornalísticas no Rio de Janeiro dos anos 1950? In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 24, 2001, Campo Grande. Anais. Campo Grande: Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Universidade Católica Dom Bosco e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2001.

SKIDMORE, Thomas. Brasil: de Getúlio a Castelo. Rio de Janeiro: Editora Saga, 1969.

SILVA, Vicente Gil. O Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD): contexto histórico de surgimento e trajetória de Ivan Hasslocher. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 31, 2021, Rio de Janeiro. Anais. Rio de Janeiro: Universidade Estadual do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida, 2021.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

CUOZZO PEREIRA, Caio César. Gabriel Chaves de Melo:: Entre o jornalismo e a política (1950-60). Faces da História, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 110–131, 2023. Disponível em: https://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/2595. Acesso em: 24 abr. 2024.