Afinal, onde estava o povo?

A ausência das camadas populares na Proclamação da República

  • Robson Roberto da Silva Unesp - Assis
Palavras-chave: Proclamação da República, camadas populares, participação política, revoltas sociais

Resumo

Esse artigo tem o objetivo de investigar as causas e circunstâncias políticas e sociais que impediram a participação da maioria da população brasileira no processo de instituição do governo republicano no final do século XIX. Pelos relatos de época, os republicanos, influenciados pelo ideário da Revolução Francesa, se surpreenderam com a indiferença do povo diante das intensas mudanças institucionais. Por meio dos estudos clássicos sobre a sociedade patriarcal de Max Weber, e as pesquisas de importantes historiadores brasileiros como José Murilo de Carvalho, Sidney Chalhoub e Nicolau Sevcenko, inclusive em obras literárias como dos escritores Lima Barreto e Euclides da Cunha, podem ser traçados os condicionantes políticos e socioculturais que impediram o pleno exercício da cidadania para a maioria da população, onde, tais camadas populares eram percebidas pelas autoridades apenas quando ocorriam distúrbios e revoltas sociais.

Publicado
2019-06-21