Desde os avós até os netos

a autodemarcação da terra indígena mbyá guarani tekoá mirim

  • Fábio do Espírito Santo Martins UNESP/FCLAr

Resumo

Uma correta compreensão sobre a presença contemporânea do povo indígena Mbyá Guarani, no litoral do estado de São Paulo, enfatiza a necessidade de novas percepções que incidam sobre as formas de relações estabelecidas entre eles e os “juruá” (os não índios). A partir disso, este trabalho propõe evidenciar o processo de luta no contexto da autodemarcação da TI Tekoá Mirim, uma vez que várias instâncias do Estado os consideram invasores do seu próprio território. Assim, é a historicidade Mbyá Guarani, exposta ao longo deste trabalho, que legitima e justifica a sua ocupação e permanência na territorialidade da Terra Indígena Tekoá Mirim. História, portanto, que articula, em plena interlocução, a cosmologia e a práxis cotidiana deste povo indígena.

Publicado
2019-06-21
Como Citar
MARTINS, Fábio do Espírito Santo. Desde os avós até os netos. Faces da História, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 86-101, jun. 2019. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/1289>. Acesso em: 24 ago. 2019.