Representações de antropofagia indígena em Theodor de Bry e Albert Eckhout no século XVI e XVII

  • Beatriz Cantuária Jakubowski dos Santos UNESP
Palavras-chave: representações, antropofagia, theodor de bry, albert eckhout, indígenas

Resumo

Uma vasta quantidade de gravuras e quadros foram produzidas nos séculos XVI e XVII visando apresentar para a Europa os povos nativos encontrados no Brasil, tão estranhos aos olhos dos colonizadores. Entre tais obras, a imagem da antropofagia indígena recebeu grande destaque por chocar o europeu através de rituais vistos como cruéis e selvagens, evocando o imaginário a respeito da bruxaria e suas alianças com o demoníaco. Ao longo dos dois séculos as representações mudaram muito em conteúdo e estilo, demonstrando diferentes visões sobre os grupos indígenas e refletindo elementos importantes da cultura europeia. No presente artigo farei uma análise de tais representações a partir das gravuras de antropofagia tupinambá de Theodore de Bry e dos quadros de tupis e tapuias de Albert Eckhout, considerando os elementos que compõem as obras e o que eles nos revelam para além da imagem.

Publicado
2020-06-27
Como Citar
CANTUÁRIA JAKUBOWSKI DOS SANTOS, B. Representações de antropofagia indígena em Theodor de Bry e Albert Eckhout no século XVI e XVII. Faces da História, v. 7, n. 1, p. 359-380, 27 jun. 2020.