O EZLN e a construção de uma autonomia indígena zapatista

  • Marcelo Felício Martins Pinto Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: EZLN, autonomia, MAREZ, democracia, indígenas

Resumo

Diante dos graves problemas econômicos, sociais e políticos enfrentados pelo México, este país viu surgir, na década de 1990, o Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN). Os rebeldes defendiam, sobretudo, as causas indígenas, reivindicavam o fim da hegemonia política do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e lutavam contra o neoliberalismo. Ao mesmo tempo, afastando-se do cenário político institucional mexicano, o EZLN auxiliou diversas comunidades indígenas da região da Selva Lacandona, em Chiapas, a organizarem-se de modo com que estas conseguissem autogovernar-se, independente do Estado. Neste sentido, o presente trabalho pretende analisar a experiência de autogoverno indígena zapatista, através dos município autônomos, dos Aguascalientes e dos Caracoles localizados na região da Selva Lacandona, em Chiapas.

Publicado
2020-06-27
Como Citar
FELÍCIO MARTINS PINTO, M. O EZLN e a construção de uma autonomia indígena zapatista. Faces da História, v. 7, n. 1, p. 285-311, 27 jun. 2020.