Entre disputas de narrativas

A formação do campo disciplinar da História do Direito no Brasil

  • Vitor Luis Marques dos Santos UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
Palavras-chave: História do Direito, Educação Jurídica, Epistemologia Jurídica

Resumo

O presente texto, sem qualquer pretensão exaustiva e totalizante, objetiva refletir acerca das contribuições teóricas que discutem a construção do campo da História do Direito no Brasil nas últimas décadas, refletindo qual o papel deste saber frente à cultura jurídica contemporânea. Para tanto, aqui, faz-se mister contextualizar o debate crítico sobre as práticas curriculares hegemônicas em torno da educação jurídica contemporânea e os processos de disputa pela afirmação da autonomia/relevância da historiografia jurídica para a formação discente. Aponta-se, entretanto, a necessidade de efetivação de processos de disputa que reconstruam uma narrativa jushistórica que rechace os valores positivistas, anacrônicos, etnocêntricos, racistas e epistemicidas, onde a relação entre direito, história e diversidade possa integrar a nova quadra das faculdades de direito.

Publicado
2020-06-27
Como Citar
SANTOS, V. L. M. DOS. Entre disputas de narrativas. Faces da História, v. 7, n. 1, p. 437-461, 27 jun. 2020.