A história e o patrimônio industrial a partir de outro olhar: o que dizem os pisos do complexo fepasa (jundiaí/ sp, brasil)?

  • Juan Manuel CANO SANCHIZ

Resumo

Este trabalho é mais preocupado com problemas metodológicos do que com resultados de pesquisa. Pensamos que a contribuição mais original de um arqueólogo em um foro de historiadores das fontes escritas (a revistas Faces da História) é a questão instrumental e o destaque para outro tipo de fontes, como as materiais. Assim sendo, este artigo visa defender o papel da Arqueologia no estudo do passado recente. Para isso, tomamos como estudo de caso as oficinas construídas pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro em Jundiaí (São Paulo, Brasil) desde finais do século XIX (hoje Complexo FEPASA), focando nossa atenção em um aspecto concreto: seus pisos. Nosso objetivo é demonstrar de forma prática e simples como por meio do cruzamento de todas as fontes de informação no espaço físico é possível alcançar outro olhar sobre a industrialização brasileira.

##submission.authorBiography##

Juan Manuel CANO SANCHIZ

Doutor - Área de Arqueologia, Universidade de Córdoba (Espanha) - Faculdade de Filosofia e Letras, Plaza del Cardenal Salazar, 3 (14003, Córdoba, Espanha) - A pesquisa que resultou neste artigo contou com financiamento da FAPESP (#2014/12473-3)

Publicado
2017-09-07
Como Citar
CANO SANCHIZ, Juan Manuel. A história e o patrimônio industrial a partir de outro olhar: o que dizem os pisos do complexo fepasa (jundiaí/ sp, brasil)?. Faces da Historia, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 147-161, set. 2017. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/409>. Acesso em: 22 set. 2017.
Seção
Artigos para Dossiê