Cinema, política e arte: a trajetória do Clube de Cinema de Assis (1959-1983)

  • Priscila Constantino SALES

Resumo

No presente artigo pretende-se abordar as práticas desenvolvidas pelo Clube de Cinema de Assis, nas décadas de 60 a 80, abordando mais precisamente, seus projetos de cunho político e cultural e sua relação com o movimento cineclubista. Para tanto, será proposta uma apresentação de uma comparação analítica de três momentos distintos do Clube, a partir das diferenças discursivas e institucionais. Os eixos centrais investigados neste trabalho dizem respeito às perspectivas sobre o cinema entendido como manifestação cultural no que tange à exibição fílmica e à formação de público em uma cidade interiorana.

##submission.authorBiography##

Priscila Constantino SALES

Mestranda em História do Programa de Pós-graduação em História - Faculdade de Ciências e Letras - UNESP - Universidade Estadual Paulista, Campus de Assis - Av. Dom Antônio, 2.100, CEP: 19806-900, Assis, São Paulo, Brasil. A pesquisa que resultou neste artigo contou com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). “As opiniões, hipóteses e conclusões ou recomendações expressas neste material são de responsabilidade do(s) autor(es) e não necessariamente refletem a visão da FAPESP”.

Publicado
2017-09-07
Como Citar
SALES, Priscila Constantino. Cinema, política e arte: a trajetória do Clube de Cinema de Assis (1959-1983). Faces da Historia, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 183-205, set. 2017. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/412>. Acesso em: 22 set. 2017.