As representações sobre a mulher nas páginas do jornal católico mato-grossense A Cruz (1910-1915)

  • Tânia Regina Zimmermann
  • Ana Carolina Oliveira Carlos

Resumo

Esta pesquisa apresenta algumas representações sobre as relações de gênero na imprensa mato-grossense do início do século XX, mais especificamente da capital Cuiabá. Tendo como documento fundamental para a pesquisa o jornal católico A Cruz, nos anos de 1910 a 1915, percebemos que esse periódico contribuiu para compreender os discursos sobre um conjunto de prescrições imputadas às mulheres, como literatura ideal, os ideais católicos de maternidade, as relações entre fé e família, prescrevendo, assim, o lugar da mulher na sociedade mato-grossense. Nesse jornal católico, os discursos, em sua maioria, foram escritos por homens, cuja pretensão era a manutenção dos papéis tradicionais de gênero em um momento histórico no qual mudanças ocorriam nos estatutos e poderes de gênero em grandes cidades do Brasil e de outros países.

Biografia do Autor

Tânia Regina Zimmermann

Professora Doutora. Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em Educação - Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, Campus de Amambai – Rua José Luis Sampaio Ferraz, 1133, CEP: 79990-000, Amambai, MS, Brasil..

Ana Carolina Oliveira Carlos

Professora Pós-Graduada (Stricto Sensu) em História e Geografia pela Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS.

Publicado
2017-08-12
Como Citar
ZIMMERMANN, Tânia Regina; CARLOS, Ana Carolina Oliveira. As representações sobre a mulher nas páginas do jornal católico mato-grossense A Cruz (1910-1915). Faces da Historia, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 71-88, ago. 2017. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/92>. Acesso em: 17 dez. 2017.