A imprensa baiana e o americanismo na Segunda Guerra (1942-1945)

  • Raquel Oliveira Silva

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar, em linhas gerais, a maneira pela qual a imprensa baiana procurou disseminar um discurso favorável às instituições políticas, modelo econômico e padrão de vida dos Estados Unidos no contexto de participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Busca-se, também, refletir sobre as conexões entre a propaganda do American Way of Life e a defesa da democracia nas páginas dos jornais baianos. Por fim, pretende-se delinear os primeiros elementos de uma análise acerca do discurso da imprensa baiana sobre um dos grupos aliados na busca pelo restabelecimento da democracia — os comunistas.

##submission.authorBiography##

Raquel Oliveira Silva

Doutoranda em História Social pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Mestre em História Social pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Graduada em História pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. E-mail

Publicado
2017-08-12
Como Citar
SILVA, Raquel Oliveira. A imprensa baiana e o americanismo na Segunda Guerra (1942-1945). Faces da Historia, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 106-123, ago. 2017. ISSN 2358-3878. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/94>. Acesso em: 23 ago. 2017.