A produção e os usos de bebidas alcoólicas na América Portuguesa e nas praças da África Central Ocidental

Autores

  • Raphael Martins Ricardo

Palavras-chave:

Brasil Colônia; África Central Ocidental; Álcool; Produção; Comércio

Resumo

O presente artigo visa analisar, de forma comparativa, como ocorria a produção e os usos de bebidas alcoólicas na América Portuguesa e nas praças da África Central Ocidental. Para tanto, é de interesse refletir como os portugueses se utilizaram desse gosto da população na tentativa de introduzir sua principal bebida alcoólica, o vinho, visando a atingir objetivos distintos em cada localidade.

Biografia do Autor

Raphael Martins Ricardo

Doutorando em História - Programa de Pós-graduação em História - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa - Av. de Berna, no 26-C. Código Postal: 1069-061, Lisboa, Portugal. Bolsista CAPES (processo: 99999.001248/2015-04).

Referências

ABBEVILLE, Claude d’.História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão e terras circunvizinhas. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1975.

ALENCASTRO, Luis Felipe de. O trato dos viventes. Formação do Brasil no Atlântico-sul. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

AVELAR, Lucas Endrigo Brunozi. A moderação em excesso: estudo sobre a história das bebidas na sociedade colonial, 2010. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-08022011-151118/pt-br.php>. Acesso em: 18 de maio de 2012.

BENCI, Jorge. Economia Cristã dos Senhores no Governo dos Escravos. São Paulo: Editorial Grijalbo, 1977.

CASCUDO, Luís da Câmara. Prelúdio da Cachaça: Etnografia, História e Sociologia da aguardente no Brasil. Rio de Janeiro: IAA, 1968.

CURTO, José C. A luta Luso-Brasileira pelo comércio do álcool e de escravos em Luanda c. 1640-1703. In: PANTOJA, Selma; SARAIVA, José Flávio (Orgs.). Angola e Brasil nas rotas do Atlântico Sul. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

CURTO, José C. Álcool e Escravos: o comércio luso-brasileiro do álcool em Mpinda, Luanda e Benguela durante o tráfico atlântico de escravos (C.1480-1830) e o seu impacto nas sociedades da África Central Ocidental. Lisboa: Vulgata, 2002.

Documentos Históricos da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro. Provisões, Patentes, Alvarás, Mandados. (1651- 1693), Vol. XXXII.

FERLINI, Vera Lúcia Amaral. Terra, Trabalho e Poder: O mundo dos engenhos no Nordeste Colonial. São Paulo: Brasiliense, 1988.

FERNANDES, João Azevedo. Selvagens bebedeiras: Álcool, embriaguez e contatos culturais no Brasil Colonial (séculos XVI-XVII). Niterói: UFF, 2004. Alameda, 2011.

f. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2004. Disponível em: <http://www.historia.uff.br/stricto/teses/Tese-2004_FERNANDES_Joao_Azevedo-S.pdf>.

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1471-1531). 1a Série. Vol. I. Agência do Ultramar: Divisão de Publicações e Biblioteca. Lisboa, MCMLII (1952).

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1532-1569). 1a Série. Vol. II. Agência do Ultramar: Divisão de Publicações e Biblioteca. Lisboa, MCMLLIII (1958).

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1342-1499). 2a Série. Vol. I. Agência do Ultramar: Divisão de Publicações e Biblioteca. Lisboa, MCMLVII (1957).

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1686-1699) - Suplemento (Sécs. XV, XVI, XVII). Vol. XIV. Academia Portuguesa de História. Lisboa, MCMLXXXV (1985).

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1611-1621). Vol. VI. Agência do Ultramar: Divisão de Publicações e Biblioteca. Lisboa, MCMLV (1955).

Monumenta Missionária Africana: África Ocidental. (1631-1642). Vol. VIII. Agência do Ultramar: Divisão de Publicações e Biblioteca. Lisboa, MCMLX (1960).

RAMINELLI, Ronaldo. Da etiqueta canibal: beber antes de comer. In: VENÂNCIO, Renato Pinto; CARNEIRO, Henrique Soares (Org.). Álcool e drogas na história do Brasil. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2005.

RICARDO, Raphael Martins. A cachaça nos dois lados do Atlântico: produção, comércio e proibição. Assis: UNESP, 2014. 129 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2014. Disponível em: <http://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/113814/000803440.pdf?sequence=1>.

Downloads

Publicado

2017-09-06

Como Citar

RICARDO, Raphael Martins. A produção e os usos de bebidas alcoólicas na América Portuguesa e nas praças da África Central Ocidental. Faces da História, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 22–35, 2017. Disponível em: https://seer.assis.unesp.br/index.php/facesdahistoria/article/view/381. Acesso em: 20 fev. 2024.