O Brasil de O Bem-Amado

tradição versus modernidade (1973)

  • Emilla Grizende Garcia
Palavras-chave: Telenovela; “O Bem-Amado”; Regime Militar; Representação; Moderno; Tradicional

Resumo

As temáticas abordadas por Dias Gomes na telenovela O Bem-Amado suscitaram representações críticas da sociedade e política brasileira nos anos iniciais da década de 1970. Objetiva-se neste trabalho identificar e compreender as imagens e representações encetadas pela obra, sobretudo, no que diz respeito aos elementos estruturais e à dinâmica da vida política e social brasileira, que representaram a transição da estrutura rural ao pretendido processo modernizador conduzido pelo regime militar. Como o principal eixo de análise, será tomada a representação dos valores que denotam o tradicional e rural em oposição ao moderno e urbano.

Biografia do Autor

Emilla Grizende Garcia

Mestre em História e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho, na Faculdade de Ciências e Letras UNESP/ Assis.

Referências

AGUIEIROS, Gabriela Hassimoto. Ficção televisiva e política: a obra de Dias Gomes. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2001.

BUSETTO, Áureo. Relações entre TV e poder político: dados históricos para um programa de leitura dos produtos televisivos no ensino e aprendizagem. In: PINHO, Sheila; SAGLIETTI, José (Org.). Núcleos de Ensino. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2007.

BUSETTO, Áureo. A mídia brasileira como objeto da história política: perspectivas teóricas e fontes. In: SEBRIAN, Raphael Nunes Nicolletti (Org.). Dimensões do político na historiografia. Campinas: Pontes Editora, 2008.

CARVALHO, José Murilo. Mandonismo, coronelismo, clientelismo: uma discussão conceitual. Scielo Brasil, Rio de Janeiro, vol. 40, n. 2, 1997. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52581997000200003>. Acesso em: 15 jan. 2016.

CARVALHO, José Murilo. Prefácio à sétima edição. In: LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

CHARTIER, Roger. História cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

DIAS, José. Odorico Paraguaçu, o bem-amado de Dias Gomes: história de um personagem larapista e maquiavelento. São Paulo: Imprensa Oficial, 2009.

FERNANDES, Ismael. Memória da telenovela Brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1994.

GOMES, Dias. Apenas um subversivo? Rio de Janeiro: Bertrand, 1998.

GROPPO, L. A. Uma onda mundial de revoltas: movimentos estudantis nos anos 1960. Tese de Doutorado (Sociologia) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, 2000.

HAGEMEYER, Rafael. História & audiovisual. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

HAMBURGUER, Esther. O Brasil antenado: a sociedade da novela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

HAMBURGUER, Esther. Telenovelas e interpretações do Brasil. Lua Nova, São Paulo, n. 82, p. 61-86, 2011.

HAMBURGUER, Esther. Beto Rockefeller, a motocicleta e o Engov. Revista Significação, São Paulo, n. 41, p. 14-36, 2014.

LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

KEHL, Maria Rita. As novelas, novelinhas e novelões: mil e uma noites para as multidões. In: NOVAES, Adauto (Org.). Anos 70: ainda sob a tempestade. Rio de Janeiro: Senac, 2005.

KEHL, Maria Rita. Um só povo, uma só cabeça, uma só nação. In: CARVALHO, Elizabeth; KEHL, Maria Rita; RIBEIRO, Santuza (Orgs.). Anos 70: televisão. Rio de Janeiro: Europa,1979.

KLEIN, Hebert; LUNA, Francisco. População e sociedade. In: REIS, Daniel Aarão (Org.). Modernização, ditadura e democracia 1964-2010. Rio de Janeiro: Objetiva, 2014.

MATTELART, Armand e Michèle. O carnaval das imagens. São Paulo: Brasiliense, 1989.

MERCADO, Antônio. Coleção Dias Gomes: falsos mitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

NAPOLITANO, Marcos. A história depois do papel. In: PINSKY, Carla (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2011.

OLIVEIRA, Wellington Amarante. Televisão e história: os (des) caminhos teórico-metodológicos trilhados na pesquisa histórica sobre a criação do programa Telecurso 2º Grau da Fundação Roberto Marinho, 1978-1981. In: IV Encontro Nacional de Estudos da Imagem. 2013, Londrina. Anais IV Encontro Nacional de Estudos da Imagem. Londrina, Universidade Estadual de Londrina, 2013. p. 3189-3199.

ORTIZ, Renato. A Moderna tradição brasileira: cultura brasileira e indústria cultural. São Paulo: Brasiliense, 2001.

ORTIZ, Renato; BORELLI, Silvia Helena Simões; RAMOS, José Mário Ortiz. Telenovela: história e produção. São Paulo: Brasiliense, 1989.

PAES, Maria Helena Simões. A década de 60: rebeldia, contestação e repressão política. São Paulo: Ática, 1992.

PALHA, Cássia R. Louro. A Rede Globo e o seu Repórter: imagens políticas de Teodorico a Cardoso. Tese de (Doutorado em História) – Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, 2008.

PRADO, Luiz Carlos; EARP. Fábio Sá. O “milagre” brasileiro: crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda (1967-1973). In: FERREIRA, Jorge (Org.) O Brasil Republicano: o tempo da ditadura regime militar e movimentos sociais em fins do século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

RAGO, Margaret. O feminismo no Brasil: dos anos de chumbo à era global. Revista Lybris Estudos Feministas. Brasília, n. 3, jan./julho, 2003.

REIS, Daniel Aarão (Org.) Modernização, ditadura e democracia: 1964-2010. Rio de Janeiro: Objetiva, 2014.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart; SACRAMENTO, Igor; ROXO, Marco (Orgs.). A história da televisão do Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Contexto, 2010.

RIDENTI, Marcelo. Em busca do povo brasileiro. São Paulo: Unesp, 2014.

ROLLEMBERG, Denise. “O Bem-Amado” e a Divisão de Censura de Diversões Públicas. In: ANPUH, 2011, São Paulo. Anais do Simpósio Nacional de História. São Paulo, 2011. p. 1-12.

SACRAMENTO, Igor. Nos tempos de Dias Gomes: a trajetória de um intelectual comunista nas tramas comunicacionais. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, 2012.

SACRAMENTO, Igor; SILVA, Marco A. R; RIBEIRO, Ana Goulart. O PCB e a modernização midiática: propostas para a análise das relações entre comunistas e a televisão nos anos 1970. Revista Em Questão, Porto Alegre, v. 15, n. 2, jul./dez., p. 65-80, 2009.

SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na Metrópole: São Paulo, sociedade e cultura nos frementes anos 20. Companhia das Letras, 2003.

ZAPPA, Regina; SOTO, Ernesto. 1968: eles só queriam mudar o mundo. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

Publicado
2017-09-06
Como Citar
GARCIA, E. G. O Brasil de O Bem-Amado . Faces da História, v. 3, n. 2, p. 213-229, 6 set. 2017.