GRANDE SERTÃO: VEREDAS E SÃO BERNARDO

NARRATIVAS DE UMA MODERNIZAÇÃO EM SUSPENSÃO

  • Daniele dos Santos Rosa

Resumo

Este breve estudo pretende problematizar alguns aspectos importantes das obras de Graciliano Ramos e Guimarães Rosa  -  São Bernardo e Grande sertão: veredas - que, inseridos em nossa história literária, buscaram, por meio de recursos estéticos diversos, transfigurar uma realidade difícil de ser abarcada, tentando identificar o que essas obras têm a nos dizer enquanto narração de um país que ainda está em busca de encontrar seu próprio caminho no mundo. Pretende-se, então, refletir alguns aspectos dessa relação entre literatura e nação, principalmente como a literatura pode dar a ver, por meio de sua transfiguração da realidade, os mecanismos que regem a sociedade, em especial as forças que se estabeleceram nas diversas fases de nosso processo de modernização.

Publicado
2017-10-11
Como Citar
DOS SANTOS ROSA, Daniele. GRANDE SERTÃO: VEREDAS E SÃO BERNARDO. Miscelânea: Revista de Literatura e Vida Social, [S.l.], v. 5, p. 56-73, out. 2017. ISSN 1984-2899. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/710>. Acesso em: 18 dez. 2017.
Edição
Seção
DOSSIÊ: A POÉTICA DE JOÃO GUIMARÃES ROSA NO CENTENÁRIO DE SEU NASCIMENTO