A Guerra Civil Grega (1943-1949)

historiografia através da história

Palavras-chave: Guerra Civil Grega, Guerra Fria, Historiografia

Resumo

A Guerra Civil Grega (1943-1949) foi o choque armado entre a monarquia helênica, apoiada pela Grã-Bretanha e pelos EUA, e o movimento de guerrilha liderado pelo Partido Comunista Grego (KKE). Embora o conflito tenha se encerrado oficialmente em 1949, com a derrota dos comunistas, seus efeitos reverberariam pela Grécia durante o decorrer de todo o século XX. As dificuldades de reconciliação, as batalhas pela memória, as tensões e os corriqueiros episódios de repressão e violência, promovidos e/ou encorajados por sucessivos governos autoritários, dificultaram consideravelmente o empreendimento de avaliações críticas da guerra civil dentro da própria Grécia, enquanto no exterior o debate era em grande medida influenciado pelo contexto da Guerra Fria. Pretendemos fazer um balanço dos debates historiográficos acerca da guerra civil e mostrar como as principais correntes interpretativas — tradicionalismo, revisionismo, pós-revisionismo — sofreram injunções da situação política grega a partir de 1950 e da disputa bipolar entre EUA e URSS.

Biografia do Autor

Felipe Alexandre Silva de Souza

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp-FFC), Marília-SP, doutorando do Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói-RJ. Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

AARÃO REIS, Daniel. Ditadura e democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

BEEVOR, Antony. Creta: batalha e resistência na Segunda Guerra Mundial 1941-1945. Rio de Janeiro: Record, 2008.

CLOSE, David H. Greece since 1945: politics, economy and society. London: Routledge, 2002.

CLOGG, Richard. História concisa da Grécia. São Paulo: Edipro, 2017.

CLOGG, Richard. Greek to me: a memoir of academic life. London: I. B. Tauris, 2018.

GEROLYMATOS, André. An international civil war: Greece, 1943-1949. New Haven: Yale University Press, 2016.

GITLIN, Todd. Contra-insurreição: mito e realidade na Grécia. In: HOROWITZ, David. Revolução e repressão. Rio de Janeiro: Zahar, 1969.

GROPPO, Bruno. O mito da sociedade como vítima: as sociedades pós-ditatoriais em face de seu passado na Europa e na América Latina. In: QUADRAT, Samantha Viz; ROLLEMBERG, Denise (org.). História e memória das ditaduras do século XX. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2015, p. 39-56.

HASSIOTIS, Loukianos. The Dekemvriana through the eyes of the British soldiers. Journal of Modern Greek Studies, Baltimore, v.33, n.2, p. 269-291, out 2015.

IATRIDES, John O. Revolt in Athens: the greek communist “second round”, 1944-1945. Princeton: Princeton University Press, 1972.

IATRIDES, John O. Revolution or self-defense? Communist goals, strategy, and tacticts in the Greek civil war. Journal of Cold War Studies. v. 7, n. 3, p. 3-33, 2005.

JUDT, Tony. Pós-guerra: uma história da Europa desde 1945. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.

KALYVAS, Stathis, N. Red terror: leftist violence during the Occupation. In: MAZOWER, Mark (org.). After war was over: family, nation and state in Greece, 1943-1960. Princeton: Princeton University Press, 2000, p. 142-183.

KERSHAW, Ian. De volta do inferno: Europa, 1914-1949. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

KOSOULAS, George. Revolution and defeat: the story of the Greek Communist Party. Oxford: Oxford University Press, 1965.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Editora Unicamp, 2013.

LOWE, Keith. Continente selvagem: o caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro: Zahar, 2017.

MAZOWER, Mark (org.). After war was over: family, nation and state in Greece, 1943-1960. Princeton: Princeton University Press, 2000.

MAZOWER, Mark. Dark continent: Europe’s Twentieth Century. New York: Vintage, 2000b.

MAZOWER, Mark. Introduction. In: MAZOWER, Mark (org.). After war was over: family, nation and state in Greece, 1943-1960. Princeton: Princeton University Press, 2000a.

MAZOWER, Mark. The Cold War and the appropriation of memory: Greece after liberation. East European Politics and Societies. v. 9, n. 2, p. 272-294, 1995.

RICHTER, Heinz. The Second Plenum of the Central Commitee of the KKE and the decision of civil war: a reappraisal. In: BAERENTZEN, Lars; IATRIDES, John O.; SMITH, Ole L. (org.). Studies in the history of the Greek Civil War 1945-1949. Copenhagen: Museum Tusculanum Press, 1987, p. 179-188.

SAKKAS, John. Britain and the greek civil war 1944-1949: British imperialism, public opinion and the coming of the Cold War. Berlin: Harrasowitz, 2013.

SAKKAS, John. Old Interpretations and New Approaches in the Historiography of the Greek Civil War. Sd. Disponível em: https://aegean.academia.edu/JohnSakkas. Acesso em: 20 jul. 2019

SCHAFF, Adam. História e verdade. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

SIANI-DAVIES, Peter; KATSIKAS, Stefanos. National reconciliation after civil war: the case of Greece. Journal of peace research. v. 46, n. 4, p. 559-575, 2009.

STAVRIANOS, Leften. Greece: american dilemma and opportunity. Chicago: H. Regnery, 1952.

WOODHOUSE, C. M. The struggle for Greece 1941-1949. New York: Ivan R. Dee, 2002.

Publicado
2021-06-30
Como Citar
SILVA DE SOUZA, F. A. A Guerra Civil Grega (1943-1949) . Faces da História, v. 8, n. 1, p. 386-405, 30 jun. 2021.