A BIBLIOTECA INFINITA DE JORGE LUIS BORGES E JUAN VILLORO

  • Larissa Warzocha Cruvinel Universidade Federal de Goiás
  • João Luís Cardoso Ceccantini Unesp/Assis
Palavras-chave: intertextualidade, Jorge Luis Borges, Juan Villoro

Resumo

O livro selvagem (2008), do escritor mexicano Juan Villoro, é uma narrativa juvenil que estabelece um intertexto com a obra de vários escritores, como Lewis Carroll, Julio Cortázar, Jonathan Swift, Franz Kafka e, sobretudo, Jorge Luis Borges. Dentre as inúmeras referências que podem ser evocadas, uma importante clave interpretativa dessa narrativa é o diálogo que ela estabelece com o conto “A Biblioteca de Babel”, de Borges. Em ambos há um narrador em primeira pessoa que procura um livro fugidio em uma biblioteca labiríntica. Por trás dessa perquirição, as duas obras refletem de maneiras distintas sobre a literatura, a leitura e o leitor. Levando em conta esses apontamentos, este artigo pretende analisar as relações intertextuais entre a obra de Villoro e a de Borges, bem como examinar de que forma a narrativa juvenil lida com questões críticas relacionadas ao futuro da literatura.

Biografia do Autor

João Luís Cardoso Ceccantini, Unesp/Assis

possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/ Faculdade de Ciências e Letras de Assis (1987), onde também realizou seu mestrado (1993) e doutorado em Letras (2000). Atualmente é professor assistente doutor da UNESP, instituição em que trabalha desde 1988. Atua junto à Disciplina de Literatura Brasileira, desenvolvendo pesquisa principalmente nos seguintes temas: literatura infantil e juvenil, leitura, formação de leitores, literatura e ensino, Monteiro Lobato e literatura brasileira contemporânea de um modo geral. É coordenador do Grupo de Pesquisa "Leitura e Literatura na Escola", que congrega professores de diversas Universidades do país. Foi coordenador do Grupo de Trabalho da ANPOLL "Leitura e Literatura Infantil e Juvenil". É votante da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ. Tem realizado diversos projetos de pesquisa aplicada, voltados à formação de leitores e ao aperfeiçoamento de professores no contexto do Ensino Fundamental. Nos últimos anos, também tem desenvolvido alguns projetos para a Editora UNESP.

Publicado
2020-01-16
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES