CORPOS QUE (SE) ESCREVEM EM LA SED, DE PAULA BONET

  • Alexandre André Nodari
  • Leticia Pilger da Silva
Palavras-chave: Livro ilustrado, Corpos, Mulheres, Corpos sem orgãos

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a relação entre imagem e palavra no livro ilustrado La sed, de Paula Bonet (2016), no qual corpos de mulheres são incorporados por desenho, pintura a óleo e a nanquim e linha dura da água forte, e suas vozes são construídas por meio da intertextualidade com artistas que Bonet chama de “despertadoras”. Serão analisadas a construção e a configuração de corpos e vozes de mulheres no livro via intermidialidade, leitura ginocrítica, e teoria sobre o corpo. Além disso, serão exploradas três configurações de corpos no livro: a montagem humana, os corpos sem órgãos e os corpos das mulheres.

Publicado
2019-10-02
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES