MEMÓRIAS FICCIONAIS DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA EM LIVRO DE JOSÉ LUÍS PEIXOTO

  • Martina Matozzi

Resumo

Neste artigo analisa-se o romance Livro de José Luís Peixoto (2010), enquanto narrativa que reelabora as memórias da grande vaga migratória portuguesa para França nas décadas de 1960 e 1970 do século passado. Propõe-se tecer algumas reflexões sobre as formas como as memórias se apresentam na escrita literária e sobre a presença do escritor no romance como instância enunciadora que elabora uma ficcionalização do próprio eu, pertencente, enquanto filho de emigrantes regressados a Portugal antes de ele nascer, a uma segunda geração, de pós-memória, sendo descendente de quem vivenciou diretamente esta vaga migratória.

Publicado
2018-06-12
Como Citar
MATOZZI, Martina. MEMÓRIAS FICCIONAIS DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA EM LIVRO DE JOSÉ LUÍS PEIXOTO. Miscelânea: Revista de Literatura e Vida Social, [S.l.], v. 22, p. 279-295, jun. 2018. ISSN 1984-2899. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/1099>. Acesso em: 16 dez. 2018.
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES