A VOZ E O TEMPO COMO FORMAS DE FICCIONALIZAÇÃO EM GRANDE SERTÃO

VEREDAS

  • Edson Ribeiro da Silva

Resumo

Grande sertão: veredas é um romance escrito que faz da oralidade o meio pelo qual a narração se constitui. João Guimarães Rosa constrói, assim, uma forma de interação ficcional que depende da voz que fala, como foco narrativo, e do uso de uma temporalidade própria, que distancia narração e narrativa, mas mantém a primeira em uma espécie de suspensão temporal. Essa suspensão evidencia a presença do autor como organizador do jogo ficcional.

Publicado
2017-10-11
Como Citar
RIBEIRO DA SILVA, Edson. A VOZ E O TEMPO COMO FORMAS DE FICCIONALIZAÇÃO EM GRANDE SERTÃO. Miscelânea, [S.l.], v. 5, p. 38-55, out. 2017. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/709>. Acesso em: 17 out. 2017.
Edição
Seção
DOSSIÊ: A POÉTICA DE JOÃO GUIMARÃES ROSA NO CENTENÁRIO DE SEU NASCIMENTO