FOLHAS ESQUECIDAS: UMA ANÁLISE ECOCRÍTICA DE ORAÇÃO A SANTA DOROTEIA, DE JÚLIA LOPES DE ALMEIDA

  • Marcelo Medeiros da Silva
Palavras-chave: Ecocrítica, Sensibilização Ecológica, Júlia Lopes de Almeida

Resumo

Júlia Lopes de Almeida (1862-1934), escritora oitocentista brasileira, possui uma produção bastante extensa que engloba romances, contos, crônicas, narrativas infantis, artigos de jornal e conferências. Entretanto, neste trabalho, interessa-nos analisar, à luz da ecocrítica, a conferência Oração a santa Doroteia (1922), proferida, no início do século XX, como parte das preleções literárias promovidas pela Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Para tanto, seguiremos as orientações de Garrard (2006) e Junquera, Henriquez e Vigal (2010). Finalizamos nosso texto reiterando que, em sua prática como escritora e como mulher pública na sociedade brasileira oitocentista, Júlia Lopes de Almeida não ficou imune às preocupações ambientais, destacando-se, assim, como uma das vozes verdes de tempos pretéritos.

Publicado
2019-10-02
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES