IMPRENSA PERIÓDICA LITERÁRIA E ESCRITA FEMININA

DUAS “MULHERES DE LETRAS” NO EXTREMO-SUL DO BRASIL

  • Francisco das Neves Alves

Resumo

O século XIX, em termos sociais, foi marcado pela continuidade das relações patriarcais e da submissão feminina. Essa predominância masculina passou a ser progressivamente contestada, e a escrita feminina constitui um dos mais importantes agentes na propagação deste espírito reivindicatório. Houve a necessidade de resistir e perseverar, com o enfrentamento dos preconceitos e do conservadorismo. Antepondo-se a toda sorte de dificuldades, mulheres escritoras atuaram nos mais diversos lugares do mundo e, no Brasil, se espalharam pelas suas várias regiões, inclusive no extremo-sul. Este trabalho visa a estudar duas destas “mulheres de letras” do Rio Grande do Sul, Julieta de Melo Monteiro e Revocata Heloísa de Melo, que por décadas lutaram através da imprensa, promovendo a causa da igualdade e dos direitos femininos.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
DAS NEVES ALVES, Francisco. IMPRENSA PERIÓDICA LITERÁRIA E ESCRITA FEMININA. Miscelânea: Revista de Literatura e Vida Social, [S.l.], v. 24, p. 179-195, dez. 2018. ISSN 1984-2899. Disponível em: <http://seer.assis.unesp.br/index.php/miscelanea/article/view/1224>. Acesso em: 26 ago. 2019.
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS/ORIGINAL ARTICLES